COMO TER UMA BOA AUTOESTIMA


Como faço para conseguir ter carinho por mim mesmo, ter uma boa autoestima? A baixa autoestima pode ter uma infinidade de fatores de ordem pessoal, social e até cultural (como a cultura islâmica, por exemplo, onde as mulheres são obrigadas a andarem de burca, escondendo o corpo e o rosto, querendo ou não) mas em geral quando falamos de autoestima falamos da percepção de merecimento, de valorização e de receio de ser egoísta e egocentrado. Primeiramente é preciso analisar se você acha que tem merecimento para cuidar de si mesmo, você considera que merece esse investimento? Faça essa investigação com calma... Às vezes as pessoas identificam que não merecem ou por se considerarem que não são “boas” o suficiente ou por acharem que não estão desempenhando suficientemente bem um determinado papel que deveriam na vida, seja como de esposa, marido, de mãe, pai, filha ou filho ou de profissional. Seja pelo motivo que for, pense se você acha que merece se cuidar, merece ser feliz. Se identificar algo, é importante um trabalho de conscientização desses motivos e faça um trabalho de elaboração desses conteúdos.  Por exemplo, peça perdão a alguém que considera que está em divida, aja com ações que vão te fazer bem, que vão alimentar a sua boa autoestima, tenha atitudes que tenham congruência com sua conduta ética, para que sinta que está em paz com sua consciência.

Agora se não existe essa crença de falta de merecimento ou se ela já foi trabalhada, vamos para o próximo tópico que é o de valorização. É importante que a pessoa se valorize, saiba que seu papel no mundo é importante, que ela é importante e que sua ausência vai ser sentida quando ocorrer. Claro que o mundo continua com suas atividades sem sua presença e isso é bom, pois assim não há peso em seus ombros (se tiver pode tirá-los), pois não é tão importante assim! E olha que legal e libertador! 

Você pode cuidar mais da sua vida e deixar que as pessoas cuidem da delas. Você tem a sua importância, mas não é o centro do universo, nem o astro sol, onde todos ficam orbitando ao seu redor. É importante se dar o devido valor, e esse valor não é demais e nem de menos, é na medida. Isso torna a vida mais leve e mais fácil de ser vivida.

Vamos abordar o último fator desse artigo que é o egoísmo e o egocentrismo. Dar valor a si mesmo está longe de ser sinônimo de egoísmo ou de ser tratar de uma pessoa egocentrada. Como abordamos no ultimo parágrafo, é importante dar-se o devido valor, mantendo um “equilíbrio”, evitando a desvalorização ou a hipervalorização, como diz o ditado popular: “nem tanto o céu, nem tanto a terra”. Equilíbrio e bom senso. Perceba o quanto você é importante, você é especial, é único, é singular. Nem a mais, nem a menos, na SUA MEDIDA.

Mayra Zimmerl Moreno, psicóloga e psicanalista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PINTOU O BAIXO ASTRAL E O DESÂNIMO? O QUE FAZER?

CUIDAR DE SI MESMO NÃO É EGOÍSMO OU VAIDADE. É UM DEVER PARA CONSIGO MESMO.